17 de dez de 2010

Saudade...



 Essa música meu pai me mandou por orkut esses dias... Pra quem escutou, acho que não preciso escrever muito, porque a música em si resume o que eu tenho pra falar.
 SAUDADE.
 Saudade das coisas mais simples. Do almoço de domingo lá em casa ou na família, dos finais de semana na praia, da minha mãe sempre pedindo coisas, e quando eu precisava dela nunca conseguia contato. Da minha irmã me ensinando a dançar Ballet ou cantando Luan Santanna comigo no carro. Das brigas com meu irmão, um atiçando o outro sempre. Da pizza de banana da tia Deni. Do meu pai pegando no meu pé porque eu estava ficando gorda de tanto comer bonno. Da minha vó Herony achando que eu sou a pessoa mais perfeita do mundo e fazendo minha propaganda por aí, do vô Tete querendo vender casa, comprar sítio, vender carro, comprar carro, e nunca decidindo o que realmente quer da vida. Da vó Derly e do vô João que sempre ficam me paparicando quando estou com eles. Das disputas das minhas dindas pra ver quem realmente é a verdadeira, sinto muita falta de vocês. Da minha cunhadinha, coisa querida, linda e parceira, sempre alugo ela pra escutar minhas histórias furadas.
 Sinto muita falta de todos, mas principalmente das outras quatro pontas da minha estrela.

Pai, meu chulé, meu motorista particular, meu GPS e tudo mais, tu é um pacote completo. Desculpa pelos últimos dias tá? Mas a tua filha que veio pra Irlanda continua a mesma, não te preocupa que vou voltar inteira.

 Mãe, nossa quem diria. Tudo bem, no primeiro mês foi muito tranquilo, já estava acostumada a ficar um mês sem ver esse doida. Mas agora... Que falta enorme tu me faz. Mesmo que eu nunca siga teus conselhos, eles me fazem tão bem. É sempre bom saber que existem pessoas mais loucas que nós. hehehehe

 Meu irmão, a coisa mais difícil que existe é tirar uma palavra carinhosa dele pra mim. Mas ele é a coisa mais importante da minha vida. Ainda bem que achou a polaquinha pra aturar o chatonildo. Sinto uma falta de incomodar ele pra baixar joguinhos no meu computador, formatar ou fazer qualquer coisa porque eu sou uma negação pra tecnologia.


 Minha irmã. Essa sim, é a maior razão dessa saudade toda. Uma criança sem maldade nenhuma, que me olha com aqueles olhinhos lindos, como se eu fosse uma "rainha" pra ela. Uma pessoinha que me ama desde quando eu acordo com a cara feia e lavada, até a hora em que eu vou dormir cansada e não quero falar com ninguém. Ela é tão pequena, mas tem um coração e uma mente tão grande. Ela queria vir na mala ficar comigo, coisa mais amada da minha vida. Fala minhas palavrinhas mágicas quando eu peço. Minha fofa...


 Sinto muita falta de vocês... Hoje tirei o dia pra pensar nos quatro. Pai, quando tu ler isso não precisa ficar preocupado tá? Foi só uma vontade de expressar a saudade que eu estou de vocês. Isso é bom, já pensou se eu não sentisse? Daí sim seria um problema.
 Vocês são tudo na minha vida, tendo vocês quatro do meu lado, o resto é resto (não me entendam mal, esse resto que eu menciono são as pessoas que realmente não fazem parte da minha vida. Aquelas pessoas que me querem bem, como familiares, amigos e etc, não estão inclusas nesse resto, pois são tão importantes pra mim quanto os 4). Obrigada por tudo. E ai de vocês se quando eu voltar não estiver tudo me esperando.

 Bom, trocando de saco pra mala. Saindo desse momento "deprê" do meu dia. Adivinha que dia foi ontem? SIM!!! Show da Shakira!!! Noooooossa... ficamos umas três horas esperando, atraso da querida. Só porque é ela, caso contrário eu já teria ido embora certo! Então, quando ela entrou... Que aperto no coração, linda, linda, linda. Ela dança muito. MUITO mesmo. Não vou falar muito porque quero pegar uns vídeos com a minha amiga e postar aqui no blog ainda.
 Ontem percebi mais uma vez que eu realmente preciso de uma câmera boa. Adivinha o que aconteceu com a minha? Nada. rsrs. Literalmente nada, porque ela não está ligando com as pilhas. Até minha maquina digital está contra mim ultimamente, estou bem arrumada mesmo, eu mereço.

 E quanto ao resto da minha vidinha na Irlanda... Nada mais de festas. Acabou a brincadeira agora. Não tenho dinheiro e nem pique pra essa vida da noite. Deu pra aproveitar nas férias e ver que realmente não nasci pra isso. Como diz uma pessoinha eu sou a "tia véia".

 Uma foto de quando ainda fazia sol na Irlanda... Já que não tenho fotos novas, vamos apelar para as velhas mesmo.
 Essa minha manta por sinal eu perdi pela Irlanda, não sei como, mas perdi.
 Ah, tem mais novidades. Achamos um apartamento, perfeito, localização ótima, e o melhor de tudo é que em baixo tem uma academia com piscina (não vamos nem ter a desculpa da neve pra matar porque só tem que descer as escadas). Mas como nada é perfeito nessa vida, parece que vamos ter que dividir quarto com um menino. Domingo vamos saber o que realmente vai acontecer, e dependendo, continuamos a procura de apê.
Hoje meu post foi mais um desabafo mesmo. Só queria passar o ano novo (aniversário do Lucas) com eles... Depois eu podia voltar que estava muito feliz. :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário